domingo, 10 de novembro de 2013

LAILTON ARAÚJO - SHOW EM GUARULHOS - SP, DIA 17/11/2013




LAILTON ARAÚJO

SHOW - VOZ, VIOLÃO E NATUREZA 

 
Data e Horário
17/11 (domingo) às 19h 
Ingresso - R$ 10,00

Local
CASA DOS CORDÉIS
 Av. Torres Tibagy, 90 - Bairro Gopouva
Guarulhos - SP 
 
Contatos
Tel. (11) 99780-0958 * 2463-4279 
boscojb@gmail.com

1. Release

Nasceu em Sertânia - Estado de Pernambuco. É músico, compositor, cantor, ambientalista, pesquisador de ritmos regionais brasileiros e escritor. Trabalha há 30 anos na área cultural, atuando como empresário de eventos, marketing e diretor fonográfico. Desenvolve o trabalho solo "Voz, Violão e Natureza”. É ainda vocalista, diretor e compositor da “Banda Moxotó“, grupo pernambucano de renome nacional. Atua ainda como produtor artístico da “Banda de Pífanos de Caruaru”, “Anastácia” e “Oswaldinho do Acordeon”. Realizou quase 1500 eventos no Brasil.

2. Blogs e Sites - Clique Abaixo

3. Músicas e Letras


4. Vídeos - Clique Abaixo


5. Livros e Publicações - Clique Abaixo


segunda-feira, 4 de novembro de 2013

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

SERTÂNIA, PERNAMBUCO, BRASIL... MINHA HOMENAGEM!




LAILTON ARAÚJO - LAMBADA DE SERPENTE 


Música
LAMBADA DE SERPENTE
Autores
DJAVAN / CACASO
Intérprete
LAILTON ARAÚJO
Gravação
DEMO AO VIVO
Ano
2003

Fotos
GOOGLE SATÉLITE
VERÔNICA SILVA (IN PANORAMIO)
AUTORES NÃO IDENTIFICADOS

Vídeo Amador
LAILTON ARAÚJO
Músico
LAILTON ARAÚJO (VOZ E VIOLÃO) 
Cidade das Fotos
SERTÂNIA - PERNAMBUCO - BRASIL


LAMBADA DE SERPENTE
( Djavan / Cacaso ) 


Cuidar do pé de milho
Que demora na semente
Meu pai disse meu filho
Noite fria, tempo quente


 Lambada de serpente
A traição me enfeitiçou
Quem tem amor ausente
Já viveu a minha dor


 No chão da minha terra
Um lamento de corrente
Um grão de pé de guerra
Pra colher dente por dente


 Lambada de serpente
A traição me enfeitiçou
Quem tem amor ausente
Já viveu a minha dor





sexta-feira, 17 de maio de 2013

CLARISSA MAYORAL LANÇA NOVO VIDEOCLIPE...


 


DESCOBERTA

Por Lailton Araújo 


A guitarra distorcida solta um acorde (inicial), acordando quem ainda teima em dormir, na escuridão de Descoberta. O que virá? É dia ou noite? Não importa, pois a diversão está no sonho - “psico-mergulho”, da atriz e cantora Clarissa Mayoral. É pura viagem? Parece ser... Mas, ao meu ver, existe uma mensagem por trás do sonho da personagem central, retratando a juventude desviada (não é: Juventude Transviada, original - Rebel Without a Cause - 1955), orgias movidas à própria idade dos atores figurantes das cenas, e renascimento. Sem falso moralismo, ou fantasia libidinosa, Descoberta (parece que) indica o caminho da claridade (limpeza de etanol e outros bichos), ao focar o mar, a luz e a cor branca da roupa da citada personagem do vídeoclipe.

A correria na areia virgem é um quadro sobrenatural? Não é natural no rock in (and) roll, iniciado ao som da reverberação da guitarra. É um filme com belas fotografias, e uma beleza fenomenal da atriz-cantora. Um videoclipe tem que ser desconcertante e divertido, para quem assiste, na trilha do que é pop (popular), e possuir ingredientes musicais e cênicos. Descoberta revela tudo isso e possui os tais ingredientes...

A voz de Clarissa Mayoral soa com um timbre não comum. É agradável para os ouvidos apurados, e áspero para a maioria. Esses opostos fazem diferença em um grupo de intérpretes tão iguais e sem brilho próprio, na nova safra de artistas brasileiras. Parece que surge uma cantora com personalidade, e que pode passear em diversos estilos da música brasileira e internacional. Descoberta é o nome de apresentação da multiartista, Clarissa Mayoral.

O videoclipe - Descoberta será um veículo importante de divulgação, e formador de opinião, ao mostrar para o dinâmico público da Internet e outras mídias, que além de ótima atriz, cantora e apresentadora, a protagonista sabe brincar com o público, cantar música pop e deixar no ar seu lado transcendental. A diversão está garantida...


Ficha Técnica

Videoclipe:  Descoberta 
Intérprete Musical e Atriz Protagonista:  Clarissa Mayoral 
Música Tema:  Descoberta (Fabian Aravales / Clarissa Mayoral) 
Produção:  Singular Filmes 
Direção:  Mario Mancuso 
Roteiro:  Clarissa Mayoral / Mario Mancuso 
Direção de Fotografia:  Fernando De Borthole 
Fotografia:  Fernando De Borthole 
Ano:  2013 

Apoio Cultural e Artístico - Clique Abaixo
Castro Filmes
Forno Musical
MXT - Produções Artísticas
Singular Filmes



quinta-feira, 14 de março de 2013

OS TRÊS PAPAS... REFLEXÃO EM 14-03-2013




QUINTA-FEIRA, 14 DE MARÇO DE 2013.

( Lailton Araújo )


A liberdade de ler, escrever e pensar, pode ser, mas prudentemente não deve ser questionada. Esta questão, faz parte das novas regras das redes sociais. Sem a tal liberdade, este mundo poderá ser pasteurizado. Política e religião sempre caminharam de mãos dadas. A história mostra... Heróis ou santos foram moldados conforme a ocasião. Muitos foram embalsamados para serem venerados e nunca esquecidos. É a propaganda de Estado, institucional ou religiosa. A mídia trabalha de acordo com o anunciante.

O ser humano tem o direito (liberdade de pensamento) de questionar as regras de direita, esquerda, centro ou celestial. Deus (de carne) de mãos dadas com qualquer Estado, lembra quadros da Coréia do Norte, ou outros Estados, laicos e não laicos. Deus (espiritual) comandando nações e com ordens superiores partindo de tronos de ouro, soa como algo medieval. Deus (financeiro) arrecadando valores em dinheiro ou outras moedas, nos cultos espirituais, ou não, soa como bancos da religião. O discutido ser humano sempre buscou solucionar seus problemas, ou dúvidas existenciais, com toques de mágicas, pagando pela fé, apanhando de cajados, cintos, chutes de botinas policiais ou tendo baionetas atravessando suas vísceras. E este mesmo ser humano continua a busca de soluções terrenas, junto aos deuses de carne ou não. O fogo ainda queima bruxas? A inquisição parece existir no dia a dia!

Palavras faladas (outras escritas), por um cacique, rei, ditador, pajé, homem do povo, líder espiritual ou sobrenatural, moldaram um “humano”, que em desenvolvimento (ou evolução), não consegue entender seu potencial interior, ou a força de um grupo de “humanos”, para solucionar os próximos caminhos que serão superados pela humanidade. E a roda-viva continua em 2013... Supostos deuses de carne e osso, e de fachadas, escondem os atalhos (que jamais serão encontrados), para o verdadeiro crescimento espiritual, material e universal da humanidade. Complemento: universal no sentido de Universo ou Cosmo! 

A busca pela espiritualidade ou materialismo, às vezes, encobre o que pode ser verdadeiro ou falso. Deus existe? Alguns homens do povo se julgam deuses. A procura por uma forma política ou religiosa, perfeita, faz da perfeição uma farsa, do idealista um idiota - talvez: ditador, tirano, deus de carne, “Nero” da vida, salvador da pátria ou das pátrias, domadores dos pensamentos alheios. Os que colonizam o cérebro pensante de qualquer indivíduo, transformando-os em meras ilhas artificiais de softwares, são os modernos “pastores da mesmice”, que vestem as túnicas das modernas e citadas redes sociais, como um bando de ovelhas regradas, robóticas, que dizem sim, nunca o não, e jamais discordam daqueles que acham justo ou injusto, certo ou errado, moderno ou arcaico. O pensamento humano termina quase sempre, na execução da tecla “delete”, como em outras ocasiões da Idade Média. Talvez um “enter” para se argumentar, seja o caminho da não pasteurização. Concordar é o mesmo que “curtir” na rede social Facebook?




sexta-feira, 8 de março de 2013

DIA INTERNACIONAL DA MULHER... UMA MÚSICA!





OLHOS DE VITRAIS

( Lailton Araújo )


Quando o olho do homem não vê
O brilho no olhar de uma mulher
O coração não sente a emoção
As pernas não tremem de prazer

Por quê? Eu pergunto por quê?
O cego não vê a imensidão
Que mora no universo da criação
Da fêmea, mulher, “Mãe-Maior”

Mulher, mulher
Mulher, constelação

Quando o olho do homem só vê
O rosto e um belo corpo na mulher
O coração não sente palpitação
O sexo seduz, sem “bem-me-quer”

Por quê? Eu pergunto por quê?
O cego não vê a imensidão
Que mora no universo da criação
Da fêmea, mulher, “Mãe-Maior”

Mulher, mulher
Mulher, constelação

Mulher força maior é inspiração
Nos pobres mortais, cantadores
Amantes da noite e pecadores
Na busca constante da emoção

Mulher, mulher
Mulher, constelação

Os olhos de vitrais são da mulher
O luar no céu é da mulher
A força da natureza
A vida e toda pureza
Só vem de uma mulher

Mulher, mulher
Mulher, constelação



Gravação
LAILTON ARAÚJO

Ano
2004